Sintomas do câncer de pele

Sintomas do câncer de pele: conheça os principais

Sintomas do câncer de pele: conheça os principais

O câncer de pele é, de longe, o mais comum no Brasil, correspondendo a 30% dos diagnósticos de tumores malignos. Ele afeta, mais comumente, adultos com mais de 50 anos, mas isso não quer dizer que pessoas mais jovens e até mesmo crianças não tenham o risco de desenvolvê-la. Neste artigo nós iremos falar mais sobre esta doença e quais são os principais sintomas do câncer de pele. Boa leitura!

Como falamos em um outro artigo nosso, no mês de dezembro acontece a campanha Dezembro Laranja, que tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a prevenção do câncer de pele. E nada mais apropriado do que falarmos um pouco mais sobre este tema neste mês de dezembro.

O câncer de pele é causado, principalmente, pela exposição contínua à radiação solar, mas também pode surgir devido à mutação no DNA de células epiteliais.

Além disso, há maior risco para pessoas de pele branca (60,78%), mais propensas a desenvolver a doença pela falta de melanina na pele.

Apesar de ser um dos tipos de câncer mais comuns, os avanços na medicina permitem um tratamento mais eficaz e diagnóstico precoce, diminuindo significativamente os índices de mortalidade.

A maior parte dos casos são de variedade não melanoma, então são mais fáceis de serem controlados, pois não causam mudanças na base celular.

Mesmo assim, é fundamental fazer o reconhecimento dos sintomas o quanto antes, já que o tempo é o fator chave para evitar que o tumor se torne agressivo.

Conheça agora os principais sinais e sintomas do câncer de pele

Conheça agora os principais sinais e sintomas do câncer de pele

Os sinais e sintomas do câncer de pele normalmente são evidentes e fáceis de identificar:

Aparecimento de pintas e sinais

O aparecimento de sinais e pintas na pele, sobretudo em formatos irregulares, é um dos principais sintomas do câncer de pele. Eles chamam a atenção facilmente, pois aparecem de repente e com características notáveis de tamanho, cor e textura.

Enquanto alguns sinais e pintas aparecem somente acastanhados, outros aparecem com uma textura mais elevada e coloração escura.

Mudanças nos sinais

Muitos sinais surgem e não mudam ao longo do tempo. Entretanto, caso algum deles comece a apresentar mudanças, fique atento(a). É fundamental prestar muita atenção às modificações nas pintas e marcas da pele ao longo do tempo.

Regra do ABCDE

A regra do ABCDE é um modo simples inventado e indicado para facilitar o reconhecimento das manifestações do câncer de pele. Nela, você precisa ficar atento a 5 aspectos físicos das pintas:

  1. Assimetria

  2. Bordas

  3. Coloração

  4. Diâmetro

  5. Evolução

Assim, pintas que apresentam assimetria, bordas irregulares, mais de uma tonalidade de cor, diâmetro maior do que 6mm e/ou algum tipo de crescimento irregular, possuem maior probabilidade de ser um câncer de pele.

Caso você note algum desses sinais, consulte um médico.

Feridas que não cicatrizam

Células normais se regeneram em pouco tempo diante de lesões ou feridas. Quando não cicatrizam ou dificilmente chegam a se fechar totalmente, é porque têm alguma alteração que pode ser maligna.

Portanto, ao notar feridas que ficam muito tempo abertas, pode ser um sintoma de câncer de pele.

Inflamação e vermelhidão

A presença de células com alterações malignas provoca reações inflamatórias que podem se tornar notáveis tanto em sinais e pintas como em outras partes da pele.

Em geral, a inflamação acontece nas bordas dos sinais e vem acompanhada de vermelhidão, assemelhando-se a uma irritação comum.

Entretanto, ao contrário das irritações, no câncer de pele, os sintomas são incômodos e persistentes e, ao invés de melhorarem, eles pioram com o passar dos dias.

Se você apresenta algum desses sintomas do câncer de pele, a Imed Saúde pode te ajudar! Além de preços justos, você pode contar com o Cartão iSaúde, que te proporciona descontos exclusivos. Entre em contato com a nossa equipe e saiba mais!

34